Artículo
Regimes transitorios em condutas elevatorias. Parte I Modelo elástico versus modelo rigido
Autor(es)
Año de publicación
1996
Congreso
VII Encontro Nacional de saneamento Básico
Lugar de celebración
Coimbra (PORTUGAL)
Fecha
14-16 Febrero
Resumen
O presente artigo tem por principais objectivos auxiliar o projectista de sistemas elevatórios na compreensão dos efeitos do choque hidráulico bem como fornecer indicações práticas gerais para a análise dos referidos sistemas. Na PareteII é proposta uma metodologia aproximada, baseada no modelo rígido, que tem a vantagem de tornar mais evidente os efeitos dos principais parametros intervinentes aquando da paragem, por interrupção do fornecimiento de energia eléctrica, de um grupo electrobomba. O inconveniente desta aproximação está em ñão se considerarem as oscilações secundárias, sobrepostas ao comportamento transitório base, causadas pelas ondas elásticas (efeito da celeridade finita do sistema). Por este facto, na Parte I do artigo, após uma apresentação sucinta das características e parametros do sistema bem como dos métodos de análise adoptados (modelos elástico e rigido), efectua-se uma analise dos limites de validade do modelo rigido.
Lineas de investigacion a las que pertenece